" Ide por Todo Mundo e Pregai o Evangelho a Toda Criatura "

Marcos 16.15
Carregando...

Alegria é Isso Ai
Salmo33
Na letra de uma das mais belas músicas do nossa cancioneiro popular, você encontrará a sentença “tristeza não tem fim; felicidade, sim”. Esta frase, um tanto depressiva, expressa vivência em um mundo cheio de amarguras, intercaladas por breves momentos de alegria. Um mundo tipicamente. E, embora seja até bonita e faça muito sucesso nas noites mundo afora, a verdade dessa letra nos deveria fazer refletir seriamente, se a confrontarmos com aquilo que pode nos dar outro tipo de esperança.
Para nossa opção, e na contramão do pensamento do compositor popular, encontramos o Salmo 33; um texto que expressa júbilo e alegrias constantes. E é tão forte a felicidade apresentada neste salmo, que o Exultai, na abertura do texto, é da mesma raiz que cantos de livramento, cantos em voz alta ou — até mesmo - gritos de alegria. Além do fervor, porém, encontramos no versículo 3 um pedido de perícia e novidade, o que nos deveria inspirar muito nos nossos períodos de louvor, não é mesmo?

A Razão do Louvor

Toda essa alegria, no entanto, não é algo gratuito e vazio. O salmista, a partir do versículo 4, apresenta as razões para tal felicidade. Q proceder de Deus, em palavras e obras, é reconhecido como algo que sempre traz um resultado positivo e admirado por todos os que, humildemente, o reconhecem. Tanto assim é que o salmista, confrontado com a grandiosidade da criação do Senhor, o percebe não mais como apenas o Criadoras, tudo mas, também, como o sustentador de tudo e de todos (v. 10-15).
Além do mais, o contraste entre o que as nações pensam e os pensamentos do Senhor, são tão gritantes que só o que é do Senhor atravessará o tempo, deixando às nações lampejos de alegria que, segundo a própria poesia do mundo, tem um fim sempre muito rápido, pois são apenas passageiros.

Julgamento ou Salvação?

Do versículo 13 ao 19, o Salmo apresenta um domínio divino que foge à tirania apresentada por mui¬tos reis e líderes que dirigiram povos. Isso por que o domínio de Deus se baseia em um conhecimento perfeito (v. 13-15), em um controle perfeito (v. 16-17) e em um amor perfeito (v. 18,19).
A repetição da palavra todos, nesses versículos (13 ao 19), nada mais quer do que mostrar uma uniformidade na ignorância e nos preconceitos dos homens e mulheres, contrastando-os com o discernimento e o conhecimento sábios de Deus.
Em um mundo que apela quase sempre para a corrupção e para a força de guerra (apresentada, aqui, por exércitos e cavalos), o salmista mostra que até essa força é dominada, uma vez que ela só prevalece — quando prevalece - pelo decreto divino (ver Isaías 10.15 e Jeremias 27. 4,5)

Aos Que Esperam Nele

. Mas nós esperamos no Senhor, não é mesmo? E isso é tudo! Só que essa esperança não deve ser algo como uma ansiedade desenfreada. Pelo contrário, a esperança dos que confiam no Senhor deve levar em conta que os momentos de tristeza é que serão temporários. É uma esperança tranqüila. Afinal, para mim e para você o ditado sempre será: A alegria não tem fim; e infelicidade, sim.
Porém, tal como o autor do Salmo 33, é importantíssimo que essa nossa esperança venha na sua forma mais acertada e completa; uma esperança pacienciosa (v. 20a), confiante (v. 20b), eufórica (v. 21a), bem informada (v. 21b) e, sobretudo, sempre focada no Senhor, pois só assim experimentaremos a única esperança que não decepciona jamais, como está dito em Romanos 5.5.
Esta é, pois, a alegria exaltada que toma conta dos que temem ao Senhor; uma alegria que não acaba, pois é resultado da confiança no cuidado de um Deus zeloso e protetor.
Ao mesmo tempo em que nos faz gritar de júbilo, porém, a esperança no Senhor nos deve, também, fazer vigiar e orar, pois sem a humildade pedida pelo salmista no versículo 22, será impossível não sermos contagiados pela tristeza de um mundo que jaz no maligno. Assim, o que sempre nos alegrará será saber que disputamos batalhas já ganhas, pois é o Senhor dos Exércitos quem vai à nossa frente e nos faz cantar bem alto, já que é a nossa alegria que não terá fim!

Para Refletir
O que você pode fazer — na prática, e já hoje mesmo — para contagiar esse mundo depressivo?
Quando as pessoas olham pra você, enxergam e comentam a diferen¬ça que deve haver, ou você em nada se diferencia dos demais?
Como você poderá harmonizar uma esperança paciente, eufórica confiante e bem informada?

ibfarol

Missões Nacionais

Missões Mundiais

Radical

Missões no Orkut

Adoção Missionária

Intercessão

UBE

UBE
União de Blogueiros Evangélicos

Seguidores

Estatísticas